quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Peço Licença convida Samba Ben no Odisséia



Dia 5 de janeiro o 'Samba Ben' participa da roda de samba do Peço Licença. Já estamos ensaiando 'Que Pena' (Tô amando, minha chance de pensar que sou a Gal!) Surpresa, será a estréia mundial da banda. Sejam bem-vindos, será uma honra!
Já que todos os integrantes são Flamenguistas, aí vai uma foto pra eles se deliciarem.
Beijos Vascaínos!

FELIZ NATAL!

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Ganhamos o Brasil Mestiço!



Vencedores do 1o. Concurso Brasil Mestiço de Samba e Choro



Composições de samba:



Flores para uma rosa (interpretada pelo grupo Peço Licença)


Questão de Referencial (interpretada pelo grupo Luiza Borges)

Liberdade não tem preço (interpretada pelo grupo Rafael Borges)

Análise do Samba (interpretada pelo grupo Rafael Borges)

Nega Sacana (interpretada pelo grupo Marcelo Roxo)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Peço Licença na Ladeira em janeiro de 2008



Vamos comandar a roda de samba no dia 12 de janeiro de 2008 No Bar da Ladeira, na rua Evaristo da Veiga, nº 149, Lapa, em frente aos Arcos da Lapa, ao lado do "Semente". Horário: 22h. Os ingressos custam R$10 até 23h, após esse horário, custam R$14. Tel.: 2224-9828. Aguardem promoção no jornal O Dia!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Peço Licença e Empolga às 9 no Odisséia em janeiro



Vamos estar no Odisséia nos dias 5 e 19 de janeiro de 2008. Assim que tiver as informações passo pra vocês. Vamos ter promo no jornal O DIA e serão 20 convites duplos para os leitores. Aguardem!



quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

Nação Zumbi lança 'Fome de Tudo' no Circo Voador






Nesta sexta, dia 14 de dezembro, a Lapa vai virar Manguetown. Os caranguejos cerebrados da Nação Zumbi voltam ao Rio pra lançar seu novo CD, "Fome de Tudo", numa daquelas noites que tem tudo pra ficar reverberando por muito tempo nos corações e mentes cariocas!



A noite faz parte do projeto Temporal PE, que traz ainda Junio Barreto, repetindo no show a participação especial que ele fez no disco da Nação. Para abrir o show, o ex-integrante da lendária Querosene Jacaré, Ortinho mostra as músicas de seu primeiro solo, "Ilha do Destino". Que venha a Nação Zumbi!



Nação Zumbi lança 'Fome de Tudo' no Circo Voador:Rua dos Arcos, S/N, Lapa, RJ. Às 22h. R$ 20 (Estudante) e R$ 40 (Inteiro). Classificação: 18 anos (de 12 a 17 anos somente acompanhado dos pais). Informações: (21) 2533-0354


Peço Licençano Bar da Ladeira neste sábado 15/12

O grupo Peço Licença vai comandar a roda de samba no Bar da Ladeira, neste sábado (15/12), na rua Evaristo da Veiga, nº 149, Lapa, em frente aos Arcos da Lapa, ao lado do "Semente". Horário: 22h. Os ingressos custam R$10 até 23h, após esse horário, custam R$14. Tel.: 2224-9828

O Peço Licença, formado por Daniela Calcia (voz), Marcelo Sant'Anna (Voz e violão), Phelipe Ornellas (Voz e Cavaco), Fábio Ornellas (Voz e surdo), Dizzy (pandeiro) e Yuri Portella (tantan), mistura samba e teatro e apresenta esquetes de brigas de casais embaladas por sambas antigos e novos de bambas como Sinhô, Cartola, Ataulpho Alves e Assis Valente.

Música se aprende aos passos



DANIELA CALCIA



Aprender a ler partitura e tocar um instrumento de percussão pode parecer difícil. Mas o método O Passo dá a qualquer pessoa a chance de se transformar num músico profissional. A idéia foi desenvolvida pelo professor de música Lucas Ciavatta em 1996 e já correu o mundo. No Brasil, grupos como Monobloco e Empolga às 9 nasceram dessa fonte.



A inspiração para a criação do metódo veio da riqueza musical dos brasileiros, principalmente no que diz respeito à relação corpo e música e da dificuldade de alguns alunos em aprender pelo modo tradicional. Depois de muita pesquisa, Lucas decidiu usar o passo e as palmas como percepção do ritmo. “A gente ensina música e usa o passo paraa pessoa entender a música ritmicamente”.



Afoxé, alujá, congo, maracatu, xote, ciranda e até funk são tocados com instrumentos de percussão. Blocos de Carnaval como Monobloco, Empolga às 9, Kizomba e Bangalafumenga utilizam o método. Mestre Odilon, da Grande Rio, ministra cursos com Lucas. “Antes eu tinha a prática, mas a teoria me trouxe novas possibilidades rítmicas”, revela Odilon.



Lucas já correu o mundo e se divide entre o Bloco do Passo, as aulas nos colégios Oga Mitá e Santo Inácio e os cursos livres que realiza pelo Brasil e exterior. No site http://www.opasso.com.br/ é possível ouvir e baixar ritmos e partituras.



ONDE APRENDER O PASSO


ESCOLAS QUE UTILIZAM O MÉTODO:


Oga Mitá

Centro Educacional Pequena Cruzada
(http://www.pequenacruzada.org.br/)

Ceat

Eliezer

Santo Inácio
(http://www.santoinacio-rio.com.br/)



CURSOS LIVRES:



Escola Oga Mitá: Às quintas-feiras, das 18h às 20h. Rua Maxwell 194, Vila Isabel (9967-6224). Idade: a partir de 13 anos. Mensalidade: R$ 60 (estudantes) e R$ 50 (funcionários e alunos da escola). A primeira aula é gratuita.



UNIRIO: Às quartas-feiras, das 10h às 12h. Avenida Pasteur 436, sala 604 (Teatro), Urca. Mensalidade: R$ 100.



Maracatu Brasil: Às quintas-feiras, das 19h30 às 21h30. Rua Ipiranga 49, Laranjeiras. (2557-4754). Mensalidade: R$ 100.


Rita Ribeiro grava DVD 'Tecnomacumba' no Canecão hoje




A cantora maranhense Rita Ribeiro grava o DVD do show 'Tecomacumba', nesta quarta-feira (12), no palco do Canecão, em Botafogo. Depois de rodar o Brasil por quatro anos, Rita registra sua proposta musical que mescla MPB, guitarras, batuques dos terreiros de Candomblé e beats eletrônicos. “'Tecnomacumba' é uma intervenção cultural que busca mostrar o quanto a MPB deve às religiões africanas. E essa intervenção, que tem quatro anos de existência, está encerrando um ciclo”, revela a cantora. O espetáculo já foi visto por mais de 100 mil pessoas.



Rita apresenta no show o repertório do CD homônimo, que passeia por clássicos do cancioneiro brasileiro, além de músicas menos conhecidas, de compositores que beberam na riqueza das religiões africanas. 'Domingo 23', sucesso de Jorge Benjor. 'Babá Alapalá' do Ministro Gilberto Gil. Caetano Veloso ganha duas releituras, 'Oração ao Tempo', que lembra um pouco 'Woman in chains', música eletrônica do Tears for Fears. Em 'Iansã', guitarras pesadas em música que também já foi gravada por Maria Bethânia. 'Coisa da Antiga'(Wilson Moreira e Nei Lopes) é pinçada do cancioneiro da sambista mineira Clara Nunes.



'É D’Oxum' (Gerônimo e Vevé Calazans), sucesso na voz de Gal Costa na década de 90, ganha versão mais cool na voz de Rita. 'Rainha do Mar' do baiano Dorival Caymmi, também foi gravada por Gal no LP 'Gal canta Caymmi', na década de 70. Cantada por Rita em seu primeiro disco 'Cocada' (Antônio Vieira) ganha releitura eletrônica. E a faixa que mais empolga a platéia, 'Cavaleiro de Aruanda' de Tony Osanah, já registradas por intérpretes tão distintos como Ronie Von e Margareth Menezes, entre outras. Pontos de macumba permeiam todas as músicas.



O show contará ainda com performance da bailarina Kiusam de Oliveira, com figurino de Luciana Buarque, responsável pelas indumentárias da minissérie global 'A Pedra do Reino'.



Serviço: Rita Ribeiro – Tecnomacumba - Canecão Petrobras - Rua Wenceslau Brás 215, Botafogo. Quarta às 20h30. R$30. (2105-2000)





quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Patrimônio público em péssimo estado





Má conservação da Casa do Capão do Bispo, sede do Instituto de Arqueologia do Brasil, em Del Castilho, irrita leitora arquiteta

Daniela Calcia




Rio - A arquiteta Janaína Barboza de Castro lamenta o estado em que se encontra a Casa do Capão do Bispo, localizada na Avenida Dom Hélder Câmara, em Del Castilho. O local sedia, desde a década de 70, o Instituto de Arqueologia do Brasil (IAB). “Só na Zona Sul é que cuidam dos bens culturais e das pracinhas. Há um descaso com os moradores da Zona Norte”, reclama a leitora.



A casa foi tombada em 1947 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Iphan, órgão federal que reconhece e fiscaliza os bens preservados no País. “Seu valor não se limita ao Rio. A propriedade era um dos principais núcleos disseminadores de mudas de café rumo ao interior. Sua arquitetura é típica das casas rurais do século XVIII, exemplar único da arquitetura civil colonial”, diz a arquiteta.



A assessoria do Iphan informou que a responsabilidade de conservação do bem é do usuário. O Iphan fiscaliza e, em casos críticos, os problemas são resolvidos na Justiça. Segundo Marcus Monteiro, diretor-geral do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), responsável pelo local, a propriedade precisa de obras, principalmente no telhado. “Temos um funcionário que faz a manutenção da casa. Além disso, o IAB desenvolverá projeto para restauração enquadrado na Lei Rouanet”, explica.



Fonte O DIA ONLINE: http://odia.terra.com.br/voce_noticia/htm/patrimonio_publico_em_pessimo_estado_138110.asp


segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

'PROPAGANDO' É MUITO BOM!



Foi além das minhas expectativas o DVD 'Propagando', do Nação Zumbi. Assistir ao grupo, me fez lembrar da primeira vez que assisti um Fellini (Guilieta dos Espíritos) e Buñuel (Um anjo exterminador) sensações inexplicaveis pelo corpo.


O som do grupo me leva a viagens nunca antes imaginadas. Com direito a vontade total de estar em Recife! Ao lado de Mutantes, Banda Black Rio e Fundo de Quintal, é uma das minhas preferidas!



O casamento do rock, com o maracatu e a tecnologia é perfeito.
Além de sucessos antigos, da época de Chico Science, a Nação passeia pelo repertório de Benjor , 'Umbabarauma (Ponta de Lança Africano)', e 'Purple Haze' (Jimi Hendrix), que explica as ligações da Nação com a psicodelia dos anos 60/70.



Um making of, entrevistas e três videoclipes oficiais, 'Propaganda', 'Blunt of Judah' e 'Quando a Maré Encher', além do inédito e interessante 'Guitacammacô', gravado inteiro a partir do braço da guitarra de Lúcio Maia.



Obrigatório pra quem quiser entender o movimento mangue beat, que conta ainda com os grupos Mundo Livre S/A, Cordel do Fogo Encantado, Otto e os cineastas Lírio Ferreira, Paulo Caldas, Cláudio Assis e Marcelo Gomes.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Peço Licença participa do concurso Brasil Mestiço, nesta terça 04/12



Nesta terça-feira, dia 4 de dezembro, o Peço Licença participa do concurso da Casa Brasil Mestiço. Nosso show está programado para ser entre 21h30 e 22h. Os ingressos custam R$10. A casa abre 19h30.




Casa Brasil Mestiço

Av. Mem de Sá, 61 - Lapa

Tel: 2509 7418 / 2232 9756

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Ladeira em dezembro






Peço Licença dia 15/12 no Bar da Ladeira. Rua Joaquim Silva, 149 (Ao lado do semente). Abertura da casa 20h. Entrada R$10 até 23h. Após esse horário R$14.


quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Tecnologia aliada ao estudo


Professores de Ensino Médio e Nível Superior criam maneiras de utilizar celulares, câmeras e blogs comoestímulo para os estudantes se interessarem pelas aulas



Daniela Calcia



Enquanto a Câmara dos Vereadores aprova lei que proíbe o uso de celular, MP3 e jogos eletrônicos em sala de aula, alguns educadores se unem à tecnologia. Há desde trabalhos acadêmicos produzidos em blogs (páginas pessoais na Internet) até uso de câmeras e celulares para produzir vídeos em aula de Português.



“As novas tecnologias estão aí, não podemos nos colocar à parte desse processo”, acredita a professora Bia Oliveira, do Colégo Anglo-Americano. Ela pede que seus alunos do Ensino Médio façam vídeos curtos sobre figuras de linguagem e documentários sobre personalidades brasileiras.



O uso de blog como uma espécie de apostila virtual foi idéia de Paulo Cezar Guimarães, professor de Jornalismo nas Faculdades Integradas Hélio Alonso. Fã de novas tecnologias, ele usa o blog para tornar o aprendizado menos formal. “Começamos ano passado com um sobre o livro ‘On The Road’, de Jack Kerouak. Depois fizemos trabalhos sobre Gabriel García Marquez e Oscar Niemeyer”, conta.



Pelo trabalho de Paulo, o blog deixa de ser mero diário e se transforma numa ferramento de aprendizado. “Não há censura, só corrijo e faço observações. A monografia, que normalmente é um monte de folhas que ninguém lê, agora é acompanhada por qualquer internauta”, comemora ele, que não teme plágio. “Se o aluno copiar, a gente pega pelo Google, mas ser copiado é um risco”, explica.




MAPA DOS BLOGS



Professor PC: http://www.blogdoprofessorpc.blogspot.com/









De Gutemberg à Blogosfera: http://www.blogpcalunos.blogspot.com/





sábado, 27 de outubro de 2007

Curso O PASSO - Aprenda música através da percussão



Acontece no Oga Mitá da Unidade Maxwell (Vila Isabel) um curso livre de música através do método O PASSO. Baseado num andar específico que dá nome ao método, o Passo inicialmente aborda a questão rítmica através da percussão (caixa, tamborim, surdo, etc) possibilitando tanto ao músico profissional ter mais clareza sobre a sua prática, quanto à qualquer pessoa que não nunca teve contato prático com a música a ter uma grande familiaridade com ela. Nossa idéia é formar futuramente um bloco. O Passo não trabalha visando a este ou aquele tipo de realização. Ele trabalha com a construção de uma base, algo que traz inúmeras possibilidades musicais. Mesmo que você não tenha vindo na 1ª aula, não tem problema pois o Passo respeita o tempo de aprendizagem de cada um.



Mensalidades: R$ 60 (alunos de fora) e R$ 50 (profissonais e alunos da escola)
Dias/Horários: 5ª feiras, no horário das 18h às 20h.

Local: Escola Oga Mitá, rua maxwell, 194 (Vila Isabel)

Tel: (21)9967-6224

Idade: a partir de 13 anos


quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Temporada com 'Peço Licença' na Estudantina



Toda sexta comandamos a Roda de Samba na Estudantina, na Praça Tiradentes, confiram o endereço:



Estudantina Musical - Praça Tiradentes, 79/81, Centro. Às Sextas (19 e 26/10) a partir das 21h. Ingressos R$ 10(2507-5131/ 2232-1149).



OBS: TEM PROMOÇÃO NO MEIA HORA DE SEXTA-FEIRA!

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Vencedora de dois Grammys, Aline Barros quer mudar o mundo com música




Daniela Calcia



Rio - Mudar o mundo pela música. É o que deseja a cantora Aline Barros, 30 anos, que contabiliza na bagagem 29 CDs, cinco DVDs, um livro e dois Grammys Latinos e ainda pode faturar mais um troféu este ano. Ela concorre pela quarta vez ao prêmio com ‘Caminho de Milagres’, na categoria melhor álbum cristão em língua portuguesa.



Mesmo com toda essa badalação, o importante para Aline é que as mensagens de suas canções transforme a vida das pessoas. “Todos os meus CDs são especiais, são mensagens do Evangelho. As letras são profundas, transformam os corações e trazem muita paz interior, não quero que as pessoas achem apenas a minha voz bonita, a intenção não é essa. O Grammy é um reconhecimento de Deus”.



Apesar de ser uma cantora gospel, Aline afirma que suas mensagens são para fiéis de qualquer outra religião. “Tenho fãs que seguem outras crenças, mas escutam, gostam e respeitam meu trabalho, que é sério e tem qualidade”, e acresenta ainda que também tem fãs de todas as idades.



Ao lado do marido Gilmar Santos, ex-jogador do Botafogo, Aline participa ativamente dos eventos da Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul, na Praia do Flamengo. Esta semana aconteceu a festa de aniversário de 16 anos da igreja, que levou quatro mil fiéis a cada dia. “A igreja tem muita importância na minha vida, os pastores Marcos Peixoto e Jussara são muito queridos. Essa convivência tem feito a diferença para mim e meus familiares”, diz a cantora, que tem um filho de 4 anos, Nicolas. E foi a maternidade que trouxe mais perseverança para Aline. “Depois que me tornei mãe vi a importância de passar valores para as crianças se tornarem pessoas de caráter firme.”



Aline agora utiliza seu próprio palco. É uma carreta em forma de baú, que acionada por um sistema eletro-hidráulico se transforma num palco de 12 metros de largura por 14 de profundidade. “É lindo e é o maior da América Latina”, festeja. Além da cantoria, Aline também realiza trabalhos sociais em algumas comunidades, onde as pessoas podem tirar documentos e fazer consultas médicas. “Em junho estivemos em Nova Iguaçu, em outubro estaremos no presídio feminino Talavera Bruce.”



Foto: Marcelo Martins/Ag. O Dia



OBS: Matéria publicada no jornal O Dia, no Caderno D no dia 20 de setembro de 2007.


sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Peço Licença e Empolga às 9 no Odisséia neste sábado (15/09)

O Peço Licença e Empolga às 9 comandam o samba no Teatro Odisséia neste sábado, dia 15। O Peço Licença é formado por Marcelo Sant'Anna (violão, voz e direção musical), Philipe Ornellas (cavaco e voz), Daniela Calcia (voz), Dizzy (pandeiro), Mingo (percussão) e Yuri Portella (percussão)।


End: Avenida Mem de Sá, 66. Às 22h. Ingressos a R$ 28, R$ 20 (até meia-noite) e R$ 16 (com filipeta até meia noite). Lista amiga paga R$ 14.

No orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=26298024

Comprem O Dia desta sexta que tem promoção no Guia Show e Lazer, são 20 ingressos duplos.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Ismael Silva é homenageado no Samba da Amendoeira




Rio - O niteroiense de Jurujuba, Ismael Silva, pioneiro na fundação da escola de samba Estácio de Sá, será o primeiro homenageado na inauguração do Samba da Amendoeira no Clube Barradas, no Barreto, em Niterói, nesta quarta (05).



Além de músicas de Ismael, o grupo vai cantar músicas próprias e receber convidados como o pessoal do Galocantô, Batuque na Cozinha, Nossa Arte, projeto Samba na Praça de São Lourenço, Baiaco, todos componentes da nova geração do samba e os ilustres remanescentes Vantuir, Ismael Brito, Orlando Magrinho, Juninho Tibau, Chiquinho Vírgula, entre outros.



O evento acontecerá sempre às quartas e os próximos homenageados são Cartola (12), Noel Rosa (19) e Nelson Cavaquinho (26). O Samba da Amendoeira é formado por Phelipe Ornelas, Yuri, Money, Fábio Ornelas e Mingo.



Serviço:

Samba da Amendoeira - Clube Barradas - Largo do Barradas - Rua General Castrioto, 19, Barreto, Niterói. Quarta às 19h. Ingressos: R$5 (Homem) e R$3 (Mulher). Informações: 8144-4127


segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Mônica Salmaso canta Chico Buarque no Canecão, nesta terça


Daniela Calcia




Rio - Quer saber como se tornar unanimidade nacional e internacional. Pergunte ao Chico Buarque! Caso ele não esteja a fim de responder, tente uma pista. O Dia Online resolveu perguntar a uma dessas pessoas suspeitas, a cantora Mônica Salmaso. Intimidade com ele, Mônica tem, ela já fez show na Biblioteca Nacional durante exposição que comemorava os 60 anos do compositor, gravou participação no CD "Carioca" e cantou com ele no concorrido show que aconteceu no Circo Voador em maio.



Agora ela apronta mais uma, com o auxílio luxuoso de seus 'comparsas' do grupo Pau Brasil, revisita a obra do compositor no CD "Noites de gala, samba na rua", lançado pela Biscoito Fino. A chance para os cariocas conferirem a performance da trupe é nesta terça-feira (21), no Canecão, em Botafogo.



Diversos artistas já dedicaram discos inteiros para Chico como Nara Leão ("Com açúcar, com afeto"), Quarteto em Cy ("Chico em Cy"), Ney Matogrosso ("Um Brasileiro"), João Nogueira e Marinho Boffa ("Letra e Música"), Fafá de Belém ("Tanto Mar"), Carlos Fernando e Toninho Horta ("Qualquer canção") e até a portuguesa Eugênia Melo e Castro ("Des Cons Tru Ç ão"), entre outros. Mônica tem bons motivos para também cantar Chico. "É meio natural na carreira de uma intérprete fazer um disco sobre um compositor mais popular, do cancioneiro do Brasil, o Chico em especial", desmancha-se a cantora.



Se Mônica é fã de Chico, tudo indica que a recíproca é verdadeira. Ele a convidou para participar de uma faixa de seu recente "Carioca" e cantou com ela no Circo Voador lotado de jovens. ""Noites de gala, samba na rua" é uma retribuição ao carinho de Chico por mim. Foi muito especial cantar na faixa "Imagina" e no show no Circo", relembra Mônica, que ficou surpresa com a resposta do público. "Eu e a platéia tínhamos uma coisa em comum, celebrar a música do Chico, eles cantavam tudo e às vezes eu parava para assistí-los. Me receberam tão bem, tive uma noite de princesa", suspira a cantora.



Para que as canções de Chico não soassem repetitivas e óbvias, Mônica recrutou seus parceiros de longa data do grupo Pau Brasil. "Queria um disco bem pessoal, não um mero songbook. Me baseei na sonoriadade do grupo que conheço há anos, construímos juntos os arranjos de cada canção. Eles foram fundamentais na unidade do trabalho", afirma a cantora.



Enquanto curte a cria, Mônica pensa em novos projetos



Mas a vida da Mônica não é só música, ela é casada com o músico Teco Cardoso, um dos integrantes do Pau Brasil, e é mãe de Théo, de apenas cinco meses. Enquanto curte o novo integrante da família e o novo CD, ela ainda não sabe quando gravará um novo trabalho, mas já pensa em repertório. "Gosto de ter um espaço de no mínimo três anos entre um disco e outro. Minha carreira é vagarosa, quero fazer shows em todos os lugares. Recebo muito material de compositores, mas não consigo ouvir tudo", afirma. Mas Mônica, que tem outros quatro CDs na bagagem ("Afro Sambas" com Paulo Bellinatti, "Trampolim", "Voadeira" e "Iaiá") já dá uma dica de um outro ídolo que gostaria de gravar: João Bosco.



Por enquanto, a gente confere o show da cantora,"Noites de gala, samba na rua", muito bem acompanhada pelo grupo Pau Brasil, que além de seu Marido Teco (sax e flautas), é integrado por Ricardo Mosca (bateria), Nelson Ayres (piano), Paulo Bellinati (violão) e Rodolfo Stroeter (baixo). Apenas duas músicas não são de Chico, "Pulo do gato" (Paulo Bellinatti) e "Moda do Pau Brasil" (Rodolfo Stroeter), uma moda de viola em que todos os músicos se apresentam. Entre as músicas do homenageado estão "A Volta do malandro", "Quem te viu, quem te vê", "Basta um dia", "Suburbano coração" e "Partido Alto".



Serviço:


Mônica Salmaso e Pau Brasil - "Noites de Gala, Samba na Rua". Canecão. Rua Wenceslau Brás, 215, Botafogo. Terça-feira, às 20h30. Abertura da casa às 19h. R$ 30 (inteira). Informações: 2105-2000. Vendas nas bilheterias do Canecão ou pelo site: http://www.canecaopetrobras.com.br/







quinta-feira, 26 de julho de 2007

Peço Licença mistura samba e teatro na Lapa

O grupo Peço Licença vai comandar a roda de samba no Bar da Ladeira, neste sábado (28/07), na rua Evaristo da Veiga, nº 149, Lapa, ao lado do "Semente". A casa abre às 20h. Os ingressos custam R$7 até 23h, após esse horário, custam R$10.

O Peço Licença, formado por Daniela Calcia (voz), Marcelo Sant'Anna (Voz e violão), Phelipe Ornellas (Cavaco), Mingo (Voz e surdo), Dizzy (pandeiro) e Yuri Portella (tantan), mistura samba e teatro e apresenta esquetes de brigas de casais embaladas por sambas antigos e novos de bambas como Sinhô, Cartola, Ataulpho Alves e Pedro Caetano.

O grupo faz uma releitura sambística de alguns clássicos da MPB como Feminina (Joyce), Menino das laranjas (Théo de Barros), Ladeira da Preguiça (Gilberto Gil), além de um bloco inteirinho de clássicos baianos de Dorival Caymmi (Festa de Rua, Vatapá, Milagre, Você já foi à Bahia?, Dois de Fevereiro), Caetano Veloso (Milagres do povo), Gerônimo (É D'Oxum) e uma homenagem feita pelos cariocas Almir Guineto e Mussum (Ouro Só ).

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Peço Licença no Bar da Ladeira - 28/07

Mais uma roda de samba comandada pelo Peço Licença vai acontecer no sábado, dia 28 de julho, a partir das 22h. Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 149. Ingressos: R$7 até às 23h, após esse horário R$10. Até lá!
Na foto, conferimos a performance de Ivan Milanez, nosso padrinho, desfilando seus sucessos em um dos sambas que fizemos na Ladeira.

segunda-feira, 2 de julho de 2007

Feijoada com a Surica

Tia Surica, hoje uma popstar, já sofreu muito preconceito por ter optado pelo samba. Mas aqui ela não precisa nem "pedir licença"! rsrsrs

Diva do samba


Conversei com a Dona Ivone sobre as mulheres no samba. Ela foi a pioneira e compôs sambas antológicos no Império Serrano, como "Os cinco bailes da história do Rio" (c/ Bacalhau e Silas de Oliveira). A diva garantiu que sua tia foi única pessoa que desaprovava sua carreira artística, no samba sempre foi muito bem tratada, obrigada. Também, um talento desses... Além dela, estão na foto Bruno Castro (afilhado artístico dela), Tony do surdo e euzinha...

terça-feira, 5 de junho de 2007

Peço Licença e Moinho da Bahia no Teatro Odisséia neste sábado (09/06)


09/06 – Sábado - Superbrazooka - Abertura da casa às 21h. Ingresso: R$ 28, R$ 20 (até meia-noite), R$ 16 (com filipeta até meia-noite)

Palco 2: Peço Licença

O grupo Peço Licença foi formado em 2002 na Lapa, no Bar do seu Cláudio. Toda a quinta-feira, o grupo realizava um pagode na Rua Joaquim Silva e recebia artistas como Beth Carvalho, Renatinho Partideiro, Diogo Nogueira, Sombra, Ivan Milanez , Tia Surica, Dorina, Ernesto Pires e diversos ritmistas de escolas de samba. Já se apresentou tendo como convidados especiais Xangô da Mangueira, Ivan Milanez e Nelson Rufino. Acompanharam o cantor e compositor Wilson Moreira no Lapazes em maio/2005. Durante o show o grupo faz performances teatrais, com sambas antigos ou atuais, montando uma história em cada bloco. Há brigas de casais embaladas ao som de Wilson Batista, Noel Rosa, Geraldo Pereira e Arlindo Cruz. O compositor Mingo apresenta seus hits gravados por grupos como Galocantô e Batuque na Cozinha. O grupo é formado por Marcelo Sant'Anna (Violão, voz e direção musical), Philipe Ornellas (cavaco e voz), Daniela Calcia (voz), Mingo (percussão) e Yuri Portella (percussão). Daniela e Marcelo trabalharam durante 1 ano e meio no Beco do Rato e resolveram dar um tempo e priorizar o grupo Peço Licença. Phelipe, Yuri e Mingo comandam o Projeto Samba da Amendoeira, em Niterói, aos domingos.


Palco 1: Moinho da Bahia

O grupo formado por LanLan, Emanuelle Araújo e Toni Costa interpreta clássicos do recôncavo baiano e sucessos da MPB, passeando por canções de Caymmi, Gil, Carlinhos Brown e Nelson Rufino, entre outros.

DJ Zé Otávio (mpb/samba)


segunda-feira, 28 de maio de 2007

Peço Licença no Bar da Ladeira - 02/06 (sábado)

Vamos comandar a roda de samba neste sábado (02/06), no Bar da Ladeira, que fica na Evaristo da Veiga, 149, Lapa, ao lado do semente. Abertura da casa às 20h. Show às 22h. Ingressos - R$ 7 (até 23h, após, R$10). Até lá!

terça-feira, 24 de abril de 2007

Peço Licença no Bar da Ladeira em maio, na Lapa


No dia 5 de maio (sábado) estaremos no Bar da Ladeira, na rua Evaristo da Veiga, nº 149, Lapa, ao lado do "Semente". Já estou ensaiando a Ladeira da Preguiça pra fazer lá! rsrsrs Pretendo fazer um bloco só com músicas do subúrbio, que o povo canta pouco na Lapa... Os ingressos custam R$7 até 23h e após R$10. Até lá!

Foto: Bárbara Campos/Divulgação

segunda-feira, 9 de abril de 2007

"O Livro Mágico" está em cartaz no Teatro Sesi-RJ


Texto e direção: Márcia Lisboa Direção Musical: Marcelo Pfeil Músicos: Marcelo Sant'Anna e Marcelo Pfeil

O musical infantil, que acontece dentro do Projeto Formando Platéias, mostra a construção da cidadania, através de oito quadros, apresentando a descoberta mágica da leitura e o potencial do livro que nos faz viajar por mundos de fantasia e diferentes culturas. Um espetáculo que incentiva o gosto pela música e pela literatura, integrando teatro, música ao vivo, educação e entretenimento.

Teatro Sesi: Avenida Graça Aranha 01, Centro. De 07 de abril a 27 de maio. Aos sábados e domingos às 17h. R$10 (Estudantes e idosos pagam R$5). Censura livre.

quarta-feira, 4 de abril de 2007

"Recordando Cartola" às quintas, na Lapa


"Recordando Cartola" ganha mais um mês no Espaço Cultural Recordatório, na Lapa. A temporada do espetáculo em homenagem ao grande mangueirense, com o violonista Marcelo Sant´Anna (integrante do grupo Peço Licença), foi estendida e continua às quintas de abril (5, 19 e 26). O samba fica por conta do grupo "Balansamba Mas não Cai". Direção musical e a pesquisa: Marcelo Sant´Anna.

Formação: Marcelo Sant'Anna (voz e violão), Yuri Portella (percussão) e Eduardo Poeta (percussão).

Serviço: Recordando Cartola - Espaço Cultural Recordatório - Rua Joaquim Silva 17, Lapa (esquina com rua da Lapa, perto da ACM). Às quintas de abril (5, 19 e 26). ÀS 20H30. R$10 e R$5 (estudantes e idosos).